Bastidores da troca no “JN”

Por Rodrigo Vianna

A Globo confirma a saída de Fátima Bernardes do “JN”. No lugar dela deve entrar Patrícia Poeta – atual apresentadora do “Fantástico”. Fiz hoje pela manhã – no twitter e no facebook – algumas observações sobre a troca; observações que agora procurarei consolidar nesse post. Vejo que há leitores absolutamente céticos: “ah, essa troca não quer dizer nada”. Até um colunista de TV do UOL, aparentemente mal infomado, disse o mesmo. Discordo.

aqui

Comments

There is 1 comment for this article
  1. Jóis Alberto 2 de Dezembro de 2011 22:40

    Houve uma época, até pelo menos meados dos anos 90, em que o mais importante no jornalismo era a notícia, a reportagem feita com imparcialidade e o trabalho do repórter era mais valorizado do que hoje, quando editores e ‘âncoras’ fazem o jornalismo-show, o jornalismo-da- manipulação política que coloca em segundo plano a verdade, a apuração jornalística rigorosa e com provas consistentes, dando-se oportunidade a se ouvir quem está sendo acusado em denúncias, etc.

    De qualquer modo, como ainda gosto de conferir alguns dos fatos mais relevantes no mundo do jornalismo e dos jornalistas leio com frequência jornais e assisto quase diariamente aos telejornais. Destes, sempre que posso assisto ao Jornal Nacional e o Jornal da Rede Brasil de TV. Assim, vi a notícia dessa mudança no Jornal Nacional. A notícia, numa coletiva de editores e apresentadores do JN, veio em capítulos! Continua na próxima segunda-feira, quando será veículada notícia (?) sobre o novo programa que Fátima Bernardes apresentará, pelo que entendi, em carreira solo.

    Tentei ler essa matéria de Rodrigo Vianna, porém como a conexão via modem 3G estava muita lenta, desisti.

    Enfim, sinto saudades dos tempos do jornalismo em que jornalista se preocupava mais em divulgar notícias do que ele, o jornalista, ser a notícia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP