Beco da Lama na Paz e no Amor do começo, agora e sempre – Evoé

Após as malfadadas eleições bequianas, o clima reina ameno nos chãos boêmios da lama. De tempos em tempos é assim – uma aura que lembra uma tela de Monet ou uma peça de Vivaldi.

A Sociedade parece mesmo de amigos do Beco da Lama e até das adjacências. A Samba do crioulo doido parece presa nos braços seguros do passado. Talvez – porque ali tudo parece utopia – viveremos novos tempos.

Digo porque mesmo antes da posse, que virá pomposa, tudo indica, o grande Urso Branco, também conhecido como Tarcio Fontenele, dito presidente da tal Sociedade/Samba tem transformado a empolgação em ações iniciais interessantes.

Tal qual outra autarquia comandada pelo petismo, tem procurado o diálogo. Mas diferente da famigerada eu soube de cá que estancarão esses diálogos em breve, posto que já se falou com os entes fundamentais: Sebrae e FJA, e a Funcarte e conversas com comerciantes já constam na agenda.

Um Tarcio tricolor multicor, para além do vermelho desbotado do partidarismo, de bandeira/camisa branca, conforme prega a paz anarquista do Beco.

O Sebrae prometeu parceria. E dessas conversas foi o que obteve. Era o esperado. E isso, repito, antes da posse pomposa, datada em 4 de julho – o Independence Day do Beco, quem sabe.

Há também diálogo aberto para escolha do nome de uma tal rádio difusora para o Beco. Se o que já se fala ali na surdina ganha eco, imagine em alto falante. A Boca Maldita, que pairava no antigo Café São Luís, caminhará solto e fugidio pelas ruas do Centro, penetrando sem cuspe nas redes sociais.

E o Beco volta a ser notícia. Volta a ser amigo. Volta às tradições das maledicências. Evoé.

Jornalista por opção, Pai apaixonado. Adora macarrão com paçoca. Faz um molho de tomate supimpa. No boteco, na praia ou numa casinha de sapê, um Belchior, um McCartney e um reggaezin vão bem. Capricorniano com ascendência no cuscuz. Mergulha de cabeça, mas só depois de conhecer a fundura do lago. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo