Bienal do Livro de São Paulo está morrendo, diz editor

O debate em torno do esgotamento do modelo da Bienal Internacional do Livro de São Paulo levou, ontem, o editor João Scortecci, que por quatro gestões bianuais participou da diretoria da Câmara Brasileira do Livro (CBL), a distribuir uma carta com questionamentos aos cerca de 400 expositores do evento, que termina neste domingo, no Anhembi.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo