Biutiful e a miséria globalizada

Por Maurício Caleiro

O fenômeno das migrações tem se acelerado dramaticamente, em âmbito mundial, como um dos principais efeitos do capitalismo tecnofinanceiro que assomou ao primeiro plano, em conluio com o neoliberalismo, a partir de finais dos anos 80, intensificando-se nas décadas seguintes.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + 14 =

ao topo