BNB Cultural despeja 1 milhão na cultura potiguar

O elenfantinho potiguar – que mais se parece com uma formiga de roça – receberá quase R$ 1 milhão totalmente voltado à cultura. O patrocínio é do Programa BNB de Cultura 2010, em parceria com o BNDES. No Rio Grande do Norte foram inscritos 314 projetos e 37 propostas selecionadas. O Estado foi o terceiro em número de projetos selecionados, depois da Paraíba e Bahia.

O Programa apoia a produção e difusão da cultura nordestina, mediante seleção pública de projetos. Foram 16 municípios potiguares contemplados, sendo nove projetos destinados às Artes Cênicas, cinco de Artes Visuais, dois de Audiovisual, cinco de Literatura, sete de Música e nove de Artes Integradas ou Não-Específicas. A lista de projetos selecionados está disponível no portal do BNB (www.bnb.gov.br).

Para a seleção dos projetos culturais, foram considerados critérios de qualidade técnica e/ou artística; atendimento de interesse da comunidade; ações e investimentos dos recursos financeiros voltados prioritariamente a municípios da área de atuação do BNB (região Nordeste e norte dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo), menos providos de atividades culturais; formação ou aperfeiçoamento profissional; viabilidade físico-financeira; condições de sustentabilidade; ineditismo da proposta; e potencialidade de consolidação da imagem do BNB e do BNDES junto à sociedade.

Para analisar os projetos, o Banco formou comissões de avaliação para as seis modalidades artísticas, cada uma composta por cinco especialistas. Quatro potiguares integraram comissões: José Sávio Oliveira de Araújo, na modalidade de Artes Cênicas; o maestro André Muniz, em Música; o sebista-editor Abimael Silva, na comissão de Literatura; e Ana Amélia de Oliveira, em Artes Integradas ou não-Específicas.

Um total de 258 projetos, entre 2.974 inscritos, foi selecionado pelo Programa BNB de Cultura e BNDES. A dotação orçamentária é de R$ 6 milhões (R$ 3 milhões provenientes de cada Banco). Do total de 258 projetos, foram aprovados 51 de Artes Cênicas, 39 de Artes Visuais, 23 de Audiovisual, 35 de Literatura, 57 de Música e 53 de Artes Integradas ou Não-Específicas. Os 258 projetos selecionados procedem de 127 cidades diferentes. Os 2.974 projetos inscritos foram provenientes de 510 cidades de 16 estados brasileiros.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × dois =

ao topo