Bowles: um viajante de caminhos contraditórios

“Paul Bowles como escritor e personagem começou a me despertar interesse – como acho que em quase todo mundo que o leu – pelo filme “O céu que nos protege”, de Bernardo Bertolucci. Naturalmente, ele era a fonte de inspiração do atormentado (e por vezes terrivelmente antipático) Port vivido por John Malcovich.” CHICO LOPES

aqui

ao topo