Brasil fora do Oscar

Cena de “O Segredo dos Seus Olhos”, de Juan José Campanella

Por Sérgio D´Ávila
UOL

Salve Geral, grande filme de Sérgio Rezende, não passou pela primeira peneira dos eleitores de filme estrangeiro do Oscar. A academia acaba de soltar a lista dos nove concorrentes às cinco vagas –o longa brasileiro que tinha como pano de fundo a revolta nos presídios paulistas de anos atrás comandada pelo PCC estava entre os 65 indicados pelos próprios países. Veja lista dos nove abaixo. Devo confessar que não assisti ainda a nenhum dos abaixo, e só conheço mais ou menos o do Haneke, que eu perdi em Toronto, pois a sessão para jornalistas estava lotada…

Agora, os votantes passam o próximo fim de semana assistindo aos nove que restaram, e os cinco finais serão anunciados junto das outras categporias, na madrugada do dia 2 de fevereiro.

Alemanha, “A Fita Branca,” Michael Haneke;
Argentina, “El Secreto de Sus Ojos,” Juan Jose Campanella;
Austrália, “Sansão e Dalila,” Warwick Thornton;
Bulgária, “The World Is Big and Salvation Lurks around the Corner,” Stephan Komandarev;
Cazaquistão, “Kelin,” Ermek Tursunov;
França, “Un Prophète,” Jacques Audiard;
Holanda, “Winter in Wartime,” Martin Koolhoven;
Israel, “Ajami,” Scandar Copti e Yaron Shani;
Peru, “La Teta Assustada,” Claudia Llosa.

ao topo