Breviário de anotações perversas

Por Jarbas Martins

“O positivismo entrou no Brasil por obra, cabeça,corpo, mão e cama de Nísia Floresta, protetora e amante de Augusto Comte, em Paris (ainda hoje, em sua terra natal, o Rio Grande do Norte, há quem a considere simplesmente uma prostituta internacional), sem falar na atuação de dois ou três brasileiros que foram discípulos daquele que sonhou ser o primeiro deus leigo da humanidade e cujo sistema foi uma tentativa de resposta francesa ao hegelianismo”. DÉCIO PIGNATARI.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo