Cacos do “Espelho Quebrado”

Caro Lúcio e colegas,

Ainda não entendi porque tamanha celeuma com relação aos comentários do Nelson sobre o livro “Espelho Quebrado”. Nelson Patriota é um grande leitor e um dos poucos críticos/jornalistas que se aventuram no árduo exercício da critica literária em terras de tão nervosas susceptibilidade.

Reclama-se bastante, em Natal, que ninguém faz críticas e só elogiam e passam a mão na cabecinha de muitos que desejam começar no mundo da literatura, já fazendo história e romance. Um gênero que requer muito fôlego, experiência e cultura.

Ainda não li o livro em questão, e não posso opinar sobre o conteúdo do comentário do meu amigo Nelson, mas, posso sim, dizer: Nelson é um leitor criterioso e faz da literatura um árduo e penoso ofício.

Escrevi em “Devaneios ao lusco-fusco” (postado aqui no SPlural):

Inútil aspirar à filosofia, o romance em terras onde não se acredita!
Penso quão longe estamos da sabedoria e da beleza, mãe de toda alegria e poesia.
A coragem em corpos sem ossatura. No interior escuridão.
Seres sempre eclipsados.
Uma cidade em ruínas ofuscadas pela luz branca.
De tão nítido irreal (idade).
Nos dias tão só desalento.

Físico, poeta e professor [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo