Campos & Gullar, poesia desunida

Os poetas Augusto de Campos e Ferreira Gullar viveram uma breve união concreta nos anos 50 do século passado, seguida de divórcio sem possibilidades de conciliação. Atualmente, disputam nos tribunais os direitos de propriedade sobre a reabilitação de O. de Andrade. Consultado num terreiro de candomblé, Andrade declarou que os direitos são dele, ninguém tasca.

Nasci em Natal (1950). Vivo em São Paulo desde 1970. Estudei História e Artes Visuais. Escrevo sobre História (Imprensa, Artes Visuais, Cinema Literatura, Ensino). Traduzo poemas e letras de canções (do inglês e do francês). Publiquei lvros pelas editoras Brasiliense, Marco Zero, Papirus, Paz e Terra, Perspectiva, EDUFRN e EDUFRJ. Canto música popular. Nado e malho [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo