Candido: A esquerda às vezes se odeia mais do que a direita

Por Claudio Leal

Na abertura da série de conferências sobre os 75 anos do romance “Angústia”, de Graciliano Ramos (1892-1953), no Prédio das Ciências Sociais e Filosofia da USP, o crítico literário Antonio Candido, 93 anos, apresentou uma aula sobre sua trajetória de leitor e estudioso do escritor alagoano.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo