CANSEI…

Oreny Júnior

cansei de ser poeta
em poesia ausente
onde você
sujeito dos meus textos
não tece mais
essa lã esquecida
cansei de ser poeta
em tempos vãos
onde os papiros
não mais respiram
a sujeira das nossas mãos
cansei de ser poeta
de clube de esquina
onde você sempre
faltou no melhor chopp
na melhor gargalhada
cansei de tanta virtualidade
quero o amor de mercearia
prego batido
ponta virada
cansei meu amor

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. Tânia Costa 31 de outubro de 2010 19:36

    E onde eu poderia beber sua poesia e tecer coments em tempo presente.
    Valeu! Sempre leio e aprecio sua poesia.
    Abraços,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo