Mais

Por Thiago Gonzaga Acordar a criatura humana dessa espécie de sonambulismo em que tantos se deixam arrastar, para mostrar-lhes a vida em profundidade, sem pretensão filosófica ou de salvação – mas por uma contemplação poética afetuosa e participante. Cecilia Meireles em “Obra poética”. Com três livros de poemas publicados, “Chuva Ácida” (2000); “Destempo” (2002) e […]

Continuar Lendo

Amanheço com a notícia, passada por Sérgio Vilar, da morte do escultor Dimas Ferreira na segunda-feira, 21 de março. Acari e Rio Grande do Norte perdem um grande nome de suas artes plásticas, um artista que aprendeu seu ofício na marra e viu beleza na aridez granítica da pedra. A pedido de Vilar, reproduzo aqui […]

Continuar Lendo

Ó Capitão! Meu capitão! Walt Whitman Recentemente, assistindo ao clássico filme “Sociedade dos Poetas Mortos”, revi o professor John Keating, interpretado pelo falecido ator Robin Williams, em seu primeiro dia de aula na nova escola, começar a leitura com a frase, “Ó Captain! My Captain!”, titulo do poema de Walt Whitman, escritor considerado por muitos […]

Continuar Lendo
Vá para Topo