Poetas e Poesias

Basta! poesia. Basta! poesia… Não me atormente Deixa-me um dia Não seja inclemente. Chega de tanto Sofrer por amor Quebrou-se o encanto E o pranto secou. Vai, poesia, sai por aí Procura quem queira Ficar junto a ti Só não insista Em me perturbar Por favor, desista Já não posso amar!   A morte e […]

Continuar Lendo

A Maurício Boga Borja Do cantante de flamenco a que dei ouvidos No bairro obreiro de San Idelfonso Saía-lhe uma mistura de música e lamento Que entoava mais pra dentro que pra fora Como se rói-rói, para ao fim libertar-se Do grilhão que sustém a dor imensa Extraída melodia de goela exausta Sai cortada, aos […]

Continuar Lendo

Thiago Medeiros, 28, ariano com ascendente em virgem, da periferia do bairro do Alecrim, está no meio do retorno de saturno. Trabalha com teatro, poesia e produção cultural desde 2007. Escreve experiências pessoais e sobre sua não adequação a determinados temas e pessoas que os faz ora “poeta”, ora “polêmico”, assuntos estes que às vezes […]

Continuar Lendo

Formada em Engenharia Química pela UFRN. Autora nos livros de poesia Por Cada Uma (Una, 2011), Livro de Sete Cabeças (Kelps, 2016) e das coisas que larguei na calçada (Caravela Selo Cultural, Dezembro/2016). Colaboradora das peças Memórias do Alecrim (Natal/RN, Agosto/2015) e de João ou Eu só queria ver os pássaros (Natal/RN, Novembro/2016). Participa do projeto […]

Continuar Lendo

Quintas onde vivi anos de chumbo Na beira do rio enfiando pés no mangue Pescando e jogando bola Nas calçadas vendo o tempo Quintas da Fábrica de pregos Das lavadeiras do rio E dos assustados Quintas dos Irmãos Lula e Dedé Um dia fui comparar para nunca mais Quintas de contar as placas oficiais Da […]

Continuar Lendo

A Valdemiro Vieira, rezador I Rezar para espantar abelhas Deixá-las encantadas, tontas Extrair-lhes a pirraça, o olfato Radar do que está por vir. Enxotá-las aos céus ou Se possível, imóveis no mel. Como imóvel ficou no dia Que descobriu: elas o temiam Retrocediam na sua presença Voavam pra longe ou não voavam Poder de que […]

Continuar Lendo

João da Mata Costa (Damata Costa) é professor de Física da UFRN há mais de 40 anos. Bibliófilo, escritor e poeta, escreve em jornais, revistas e blogs da capital há bastante tempo. É colunista do Substantivo Plural desde o seu início. No facebook mantém as páginas https://www.facebook.com/QuixoteComRosas/ e https://www.facebook.com/DamataCostaJoao/ para divulgar suas publicações. Com poemas […]

Continuar Lendo

ANCHIETA ROLIM nasceu em Areia Branca, RN, em 1962. Artista Plástico, Escultor e Poeta. Lançou três livros de Poesia. “Agonia” (2005), pela Fundação Guimarães Duque, “Contagem Regressiva” (2013), pela editora Sarau da Letras e “Simbiose” (2016), pela editora Sarau da Letras. Participou de duas Antologias de Contos. Pela “Editora Delicata” (SP) e “Revista de Contos […]

Continuar Lendo
Vá para Topo