Que cerveja é essa? Labareda

LabaredaEm uma das minhas saídas a um pub cervejeiro na cidade, um episódio chamou a minha atenção.

Acompanhado dos amigos, um interessado, porém aparentemente inexperiente confrade, era apresentado às oito opções de chopes do dia oferecidos pela casa.

Quando ouve todas, ele pergunta ao atendente:

“Mas vocês não têm nenhum chope nacional?”.

Quando o rapaz responde:

“Senhor, todos eles são”.

E me veio o insight: provavelmente acostumados à pálida monotonia dos rótulos populares, associamos à alta qualidade ou estilos mais elaborados a outras nacionalidades.

Para muitos, “cerveja importada”, “cerveja artesanal” e “cerveja especial” são sinônimos; quando a verdade pode ser um pouco mais complexa que isso.

É certo que a produção cervejeira nacional não é tradicional como a tcheca, belga ou alemã; e que estamos longe de termos uma escola brasileira, de estilos próprios; mas existem, sim, cervejarias brasileiras que estão compensando isso com muita criatividade, atitude… e, por que não dizer, muito Rock and Roll.

Como é o caso da Labareda, uma Kellerbier que utiliza pimenta como ingrediente.

Muita pimenta.

Rock Nacional

Já falamos de abadias do século VIII, cervejarias com quase duzentos anos de idade… mas dessa vez, vamos avançar um pouco no tempo para o bem mais recente ano de 2004, quando os gaúchos Micael Eckert e Rafael Rodrigues transformaram sua paixão por cervejas artesanais em uma atividade pioneira no país, montando a Cervejaria Coruja –  a princípio terceirizando suas receitas, e em seguida assumindo uma fábrica na cidade catarinense de Forquilhinha.

O primeiro lançamento oficial, a Lager Coruja Viva, até hoje é um clássico, com sua garrafa vintage de 1 litro assemelhada a um vidro de remédio.

Labareda-CervejasEm seguida, outros rótulos entravam para a família – a princípio seguindo estilos clássicos, como Lager (Otus) e Weizen (Alba), para em seguida partirem a receitas mais ousadas: como a Baca, com seu toque de pitanga; a Coice, uma alcoólica cerveja com canela; e a Labareda, uma Kellerbier apimentada desenvolvida em parceria com Wander Wildner, antigo líder do Replicantes, um verdadeiro ícone da transgressão na música brasileira.

E em termos de cervejas, poucas poderiam ser tão rock and roll quanto ela.

Quero uma cerva Punk

Confrade, eu não vou mentir: a Labareda é um verdadeiro pé na porta. Mesmo com toda a precaução que o rótulo ornado com pimentas e chamas pode lhe oferecer, a experiência pode impactar qualquer expectativa.

A princípio, sua coloração âmbar e espuma persistente faz um excelente show de abertura.

E quando o lábio toca na espuma, vem ela:, a pimenta.

Não uma sugestão. Não uma convidada. Mas, sim, uma presença picante, que faz o seu nome até o final do copo, e se intensifica enquanto a cerveja vai ganhando temperatura.

Falando nisso, no campo tanto do aroma quanto no paladar, ela também dá um show – com as notas de caramelo e biscoito do início dando lugar a um vigoroso defumado, deixando a pimenta responsável pelo show pirotécnico.

Se fosse traduzi-la em uma canção, a Labareda certamente seria Live and Let Die.

Comentários

Essa “Rock Bier”, como a cervejaria a alcunha, chama atenção desde a belíssima garrafa até a inusitada parceria com um dos grandes nomes do Punk nacional de todos os tempos. Culminando, é claro, com a cerveja em si – um conjunto underground, mas que merece fazer parte do setlist de qualquer interessado em conhecer cervejas brasileiras incríveis.

E para o confrade que tem resistência ao hardcore dos sabores picantes, a Labareda ainda é uma bela dica – mas comece a apreciando no volume mínimo, ok?

Ein prosit!

Já conhece a Labareda? Ficou com vontade de conhecer, ou provou depois de ler nossa coluna? Tem dicas de lugares para encontrá-la, ou de alguma harmonização interessante? Não deixe de postar seu comentário neste nosso espaço de divulgação da cultura cervejeira.

Labareda-2E então, Que cerveja é essa?

Nome: Labareda

Cervejaria: Coruja

Estilo: Kellerbier

Álcool: 6,7% ABV

Harmonização: Pizza de calabresa, goulash, petiscos com molho de gorgonzola.

Temperatura ideal: 0 – 4 °C

Copo: Caneca

Média de preço: R$ 15 – 20 (Garrafa de 300 ml); R$ 25 – 30 (Garrafa de 500 ml)

Onde encontrar: A Labareda pode ser encontrada em supermercados que ofereçam cervejas especiais.

Gostou dela? Recomendo Hacker-Pschorr Anno 1417, Licher Original 1854 e Weinhesteph

Sommelier de Cervejas e Técnico Cervejeiro [ Ver todos os artigos ]

Comments

There is 1 comment for this article
  1. MARCUS VINICIUS PEREIRA CAMPOS 16 de Julho de 2016 18:37

    Muito legal, Breno!!! Dá vontade de provar essa pimenta em forma de cerveja!!! òtima matéria!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP