o céu deságua

me desmancha
troco pele
trovoadas
põem meu coração para casa
as nuvens se batem
me esbarram
clareia
acende
me encharca
eu corro
choro
procuro teto
o céu está seco
sereno
a tempestade
está aqui dentro….

[Maluz]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − dezesseis =

ao topo