curta-metragem cuscuz peitinho

Cine Drive-In Natal divulga curtas-metragens selecionados

Longe de um retorno presencial das salas de cinema e dos festivais, caberá ao projeto inédito Cine Drive-In Natal, que acontece durante o mês de outubro na área externa da Arena das Dunas, oferecer uma programação que contemple todos os públicos, incluindo a cena audiovisual potiguar.

Curtas-metragens de realizadores locais também foram contemplados na Sessão “Goiamum Audiovisual”, que será exibida em dois sábados durante o Cine Drive-In Natal. A mostra é uma referência ao Festival Goiamum Audiovisual que atua há 10 anos no Rio Grande do Norte com foco no fomento e difusão do audiovisual contribuindo no desenvolvimento do segmento.

Curtas potiguares

Dos 79 inscritos na seletiva, foram escolhidos 12 filmes entre ficções e documentários, pela curadoria convidada formada pelo conselheiro fiscal da Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Norte Rômulo Sckaff, a diretora da Cinemateca Potiguar Mary Land Brito e produtor e cineclubista João Claudio.

São eles: Nada Foi Em Vão, de  Sihan Felix, Leningrado Linha 41, de Dênia Cruz, Dias Felizes, de André Santos; O Voo Do Pássaro Multicor, de Allan Cedrak; Quando As Coisas Se Desmancham de Aristeu Araújo; No Fim De Tudo, de Victor Ciriaco; Distorção, de Paula Pardillos e Davi Revoredo; Em Reforma, de Diana Coelho, Madrigal: Um Conto De Imagens Por Palavras , de Felipe Oliveira E Gustavo Alcântara; Lalá, do diretor Paulo Dumaresq; Cuscuz Peitinho de  Rodrigo Sena e Júlio Castro; e Meu Tempo É Quando?, de Rosália Figueirêdo e Buca Dantas.

Curadores

curadores

Para o diretor Rômulo Sckaff, um dos curadores da “Sessão Goiamum Audiovisual”, é importante destacar que esta será a primeira vez em Natal mostrando a produção potiguar para além dos amantes do cinema.

“Estamos falando de um público mais geral, onde justamente foi o grande exercício”. O curador ressalta nesta seleção a escolha de filmes potentes “com um diferencial capaz de ultrapassar a tela e se fixar no imaginário das pessoas”. Ele esclarece que alguns filmes muito bons ficaram de fora por limitação etária ou por terem linguagens mais experimentais.

“Temos que parabenizar os escolhidos que conseguiram evidenciar o quanto estamos em uma crescente no nosso estado quanto às produções. Que esse Cine Drive seja o ponto de partida para o reconhecimento do audiovisual potiguar como identidade de nosso povo”, comentou.

Para João Cláudio, a seleção ficou bastante representativa, com filmes de diferentes formas, olhares e escolas cinematográficas e certamente será capaz de cativar o espectador e despertar o interesse para a produção audiovisual potiguar.

“Nós procuramos selecionar obras de diferentes estilos, produções e temas. Sempre prezando a diversidade, qualidade e, acima de tudo, a experiência do público. Serão sessões de muita diversão e descobertas!”

A professora Mary Land Brito disse que não foi uma questão de escolher entre melhores ou piores, mas aqueles que dialogam com o evento e o seu público-alvo. “É um evento onde se espera muitas pessoas que não são consumidores do audiovisual potiguar, porque são pessoas que irão para o Cine Drive-In pela experiência, então teremos um público que poderá ver esses filmes pela primeira vez”.  Para ela, foi uma curadoria e também um aprendizado.

Longa-metragens

Além dos curtas-metragens potiguares, o Cine Drive In Natal contará com diversos filmes em longa-metragem, clássicos brasileiros, grandes produções do cinema mundial para encantar, divertir e emocionar os espectadores.

Serão quatro edições no mês de outubro de 2020 no estacionamento externo da Arena das Dunas. O evento, realizado em parceria pela HD Produções e Casa de Produção, será ofertado gratuitamente com toda a segurança exigida nos protocolos de retomada.

O Cine Drive-In Natal conta com incentivo do Governo do RN, através da Lei Câmara Cascudo, e patrocínio da Cabo Telecom, e incentivo da Prefeitura Municipal de Natal, através da Lei Djalma Maranhão, e patrocínio da Unimed Natal.

Filmes selecionados – Sessão Goiamum Audiovisual:

– Nada Foi Em Vão – Direção: Sihan Felix – Livre – Ficção

– Leningrado Linha 41 – Direção: Dênia Cruz – Livre – Doc

– Dias Felizes – Direção: André Santos – 12 Anos – Ficção

– O Voo Do Pássaro Multicor – Direção: Allan Cedrak – Livre – Ficção

– Quando As Coisas Se Desmancham – Direção: Aristeu Araújo – Livre – Ficção

– No Fim De Tudo – Direção: Victor Ciriaco – 12 Anos – Ficção

– Distorção – Direção:  Paula Pardillos E Davi Revoredo – 12 Anos – Ficção

– Em Reforma – Direção:  Diana Coelho – Livre – Ficção

– Madrigal: Um Conto De Imagens Por Palavras – Direção:  Felipe Oliveira E Gustavo Alcântara – Livre – Doc

– Lalá – Direção:  Paulo Dumaresq – Livre – Doc

– Cuscuz Peitinho – Direção: Rodrigo Sena e Júlio Castro – 14 Anos – Ficção

– Meu Tempo É Quando? – Direção:  Rosália Figueirêdo E Buca Dantas – Livre – Ficção

Jornalista por opção, Pai apaixonado. Adora macarrão com paçoca. Faz um molho de tomate supimpa. No boteco, na praia ou numa casinha de sapê, um Belchior, um McCartney e um reggaezin vão bem. Capricorniano com ascendência no cuscuz. Mergulha de cabeça, mas só depois de conhecer a fundura do lago. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 − 2 =

ao topo