Cineclube – programação

Não fui mais a nenhuma sessão de cinema promovida pelo Cineclube desde o início do ano. Falha minha. Mas a impressão que tenho pelas notícias veiculadas na mídia é que a reunião idealizada pelos cineclubistas para discutir a ausência do público às sessões surtiu efeito.

Claro, a questão é mais complexa do que o argumento de que o programa é aquele do tipo bom e barato. Mas não deixa de ter seu peso. E seguindo essa premissa, segue abaixo a programação diversificada de aniversário promovida pelo Cineclube Natal:

Até sexta-feira o professor Máximo Barro promove curso gratuito “O cinema aprende a falar”, no Sesc da Rio Branco. Horário: 14h30 às 17h30. Vale a pena. O cara é uma sumidade nacional. Já o entrevistei em outra oportunidade.

Também com Máximo Barro, e até quinta-feira, outro curso gratuito: “No tempo das diligências quadro a quadro”. Será na UnP da Nascimento de Castro, das 8h30 às 11h30.

Todos os dias e até sexta-feira a mostra de filmes “O cinema aprende a falar”, no Sesc do Rio Branco. A mostra será aberta ao público, a partir das 18h30.

Apenas nesta sexta-feira será encenado o esquete teatral “O cinema aprende a falar”, também no Sesc da Rio Branco e aberto ao público a partir das 17h30.

No sábado ocorre a 2ª Mostra Cineclubista de Curtas Potiguares (sem restrição de gênero, suporte ou ano de produção). O programa será no Teatro de Cultura Popular (anexo à Fundação José Augusto, no Tirol). A partir das 17h30.

Domingo o Cineclube reserva uma programação surpresa para a comemoração dos três anos de aniversário. Será também no TCP, em Tirol, a partir das 17h30.

É isso.

Acredito que música, literatura e esporte são ansiolíticos dos mais eficazes; que está na ralé, nos esquisitos e incompletos a faceta mais interessante da humanidade. [ Ver todos os artigos ]

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP