Cinema de Karim Aïnouz: alta voltagem poética

Por Pedro Buther
FSP

Ilustração: cena do filme O Céu de Suely

Os filmes de Karim Aïnouz escapam de tudo o que se espera do cinema brasileiro contemporâneo. Enquanto parte dos cineastas se esforça para agradar ao público, mimetizando cacoetes da televisão, e outra se contorce na hercúlea tarefa de “explicar o Brasil”, em obras que muitas vezes se assemelham a tratados sociológicos, Karim Aïnouz segue um caminho pessoal, inclassificável.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − doze =

ao topo