Colcha de Retalhos

Por Romana Alves Xavier

Fios de seda pura
Contas de madrepérola
Vida que se costura
Paetês de alegria
Bicos de tristeza
No carrossel de linha
Sonhos bordados
À mão segura
Em colcha de retalhos
Pedaços de fina chita
Fitas que se enlaçam
No abraço que o laço imita
Beijos que se encontram
Em um ponto fechado
De traços que se entrançam
Sonhos bordados
À mão miúda
Em colcha de retalhos
Face de rosto sofrido
Tesoura de corte profundo
Riqueza de tecido fino
Em cada pedra dura
Um ponto aberto
Uma ponta de agulha
Em cada renda rica
Um sorriso largo
Um amor que fica
Sonhos bordados
À mão santa
Em colcha de retalhos

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP