Coletânea de artigos aborda relação de Machado de Assis com escravidão

Fenômeno literário, a obra de Machado de Assis atravessou o tempo. Seus críticos, no entanto, não lhe deram trégua. Acusaram-no de não ter dado devida importância à escravidão, ainda em vigor em sua época. Mulato e de origem humilde, a expectativa era de que ele se engajasse em movimentos abolicionistas e fizesse de seus textos uma obra de protesto. Mas, se o escritor não escrevia romances sobre escravidão, por outro lado, ele escrevia sobre a sociedade escravocrata. Para os pesquisadores, era sua maneira de denunciar o problema.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × três =

ao topo