Coletânea “Ensino de História e Cidadania” será lançada sexta-feira, 05

Amigos e amigas:

Tenho o prazer de convidá-los para o lançamento da coletânea ENSINO DE HISTÓRIA E CIDADANIA, publicada pela Papirus, coordenada pela Dra. Selva Guimarães (UFUberlândia). O livro inclui reflexões de autores brasileiros e de outras nacionalidades (Chile, Argentina, México, Espanha, França).

Na ocasião do lançamento, será apresentado o espetáculo DE VERSÕES, que incluí canções estrangeiras traduzidas para o português, uma canção brasileira que originalmente não tinha letra, uma canção brasileira originalmente gravada em inglês e uma canção brasileira vertida para o francês, além de poemas franceses traduzidos para o português.

Espero contar com a presença de todos na Livraria da Vila, Alameda Lorena (Jardim Paulista – SP), 1731 – a partir das 18:30 h.

Abraços:
Marcos Silva

DE VERSÕES

Esta apresentação musical e poética agrupa canções de diferentes épocas, brasileiras e de outras nacionalidades, em versões para o português (“Sabiá” foi vertida do português para o francês), mais poemas franceses do século XIX.
Traduzir textos que guardam relações com a Poesia é procurar preservar a proximidade de conteúdo, vocabulário e recursos estilísticos, ao mesmo tempo que enfrentar o desafio da passagem para outra língua – certa dose de reinvenção. O traidor trai com as melhores intenções.

A música brasileira conhece versões primorosas elaboradas por grandes compositores, como João de Barro e Chico Buarque, dentre outros, e importantes intérpretes, como Nara Leão e Rita Lee. E a tradução literária congregou excelentes poetas brasileiros (Manuel Bandeira, Augusto de Campos etc.), além de profissionais específicos dessa tarefa literária, como Boris Schnaiderman. Retomar essa trilha, portanto, é procurar dar continuidade a uma tradição textual de nosso país.

Os presentes exercícios pretendem fazer dialogar a excelência dos textos originais (ou a ausência de texto, no caso de “Choro negro”) com novas possibilidades oferecidas na língua portuguesa.

Ficha Técnica:

Canto
Marcos Silva
Declamação
Eli Clemente
Violão e direção musical
Fernando Rosinholi

PROGRAMA
ABERTURA: História e canções.
•  Choro negro  –
Paulinho da Viola/
•  Algo nesse ser (Something) –
George Harrison
•  Helena Silva (Eleanor Rigby) –
John Lennon/Paul McCartney
•  Sonho bom pra mim (Dream a little dream of me) –
W. Schwendt, F. Andre e G. Kahn
• A uma passante
Charles Baudelaire
•  Sabiá  –
Tom Jobim/Chico Buarque.
•  Canção de Carmen (Habanera) –
Georges Bizet
•  Não me lamento não (Je ne regrette rien) –
•  É verão (Summertime) –
Georges Gershwin/Ira Gershwin.
• (Samba-)canção de outono
Paul Verlaine
•  Bonita   –   Tom Jobim/Ray Gilbert
•  O Trenzinho do Caipira  –  Villa Lobos
•  Quando sessentão (When I’m sixty-four) –
John Lennon/Paul McCartney
•  Ave preta (Blackbird) –
John Lennon/Paul McCartney
• O dorminhoco do vale
Arthur Rimbaud

As versões de todos os poemas e das letras de canções são de Marcos Silva.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo