Como os protestos contra Israel (e o homem da bandeira) salvaram vidas em Gaza

“4.000 pessoas determinadas e pacíficas não podem ser paradas com gás lacrimogêneo ou balas de borracha”, disse um oficial do exército israelense de ocupação.”

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo