Comum

caminhando...

Voltava para casa
Após mais um dia
De rotinas comuns,
De ocorrências vazias,
De desacontecimentos banais.
Voltava para as ausências,
Para a inércia dos objetos
Á espera de utilidades.
E ia pela calçada
A fumar seu cigarro,
À guisa de ampulheta
Marcando o fim
Das ilusões.

(Danclads Lins de Andrade).

Brasileiro, nordestino, alagoano, advogado, cidadão comum, simples habitante deste planeta decadente... Rs... [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Há 4 comentários para esta postagem
  1. Danclads Andrade 14 de outubro de 2011 14:20

    Romana, poeta… Obrigado por este comentário generoso. Abraços.

  2. Romana Alves Xavier 14 de outubro de 2011 12:01

    Uma volta para casa repleta de boa poesia!!! Muito bom, Danclads! Parabéns…

  3. Danclads Andrade 14 de outubro de 2011 10:53

    Um comentário destes, vindo de um poeta como você, é uma honra. Valeu, Saddock!!!

  4. José Saddock 14 de outubro de 2011 9:31

    Grande Danclads
    Não tem o que se acrescentar a este quadro
    de puro existencialismo… Belo, cara! Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo