COMUNHÃO

lógica paixão
mundo outro outro
partilhar línguas

farto entre pernas
esporrar mar
sem miséria

gozar
o mesmo ar
almas plenas
sal

Nasci em Natal (1950). Vivo em São Paulo desde 1970. Estudei História e Artes Visuais. Escrevo sobre História (Imprensa, Artes Visuais, Cinema Literatura, Ensino). Traduzo poemas e letras de canções (do inglês e do francês). Publiquei lvros pelas editoras Brasiliense, Marco Zero, Papirus, Paz e Terra, Perspectiva, EDUFRN e EDUFRJ. Canto música popular. Nado e malho [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Há 4 comentários para esta postagem
  1. Marcos Silva 23 de abril de 2011 8:51

    Anne:

    Obrigado pelas palavras carinhosas. O desejo escorrendo pela pele, em seu comentário, já é outro poema.

  2. Anne Guimarâes 22 de abril de 2011 19:04

    Uau! Marcos…
    Gostei do teu compartilhamento, adorei três palavras,
    amei uma em especial… e fico pensando nessa comunhão toda,
    com um certo desejo púrrpuro-escarlate escorrendo pela pele…
    Quero dizer que esse poema ficou em mim…
    E dizer também que sou sua fã…
    Estarei sempre contigo!
    Beijos, meu amigo.
    🙂

  3. Marcos Silva 22 de abril de 2011 17:54

    Jarbas:

    Suas palavras são sempre uma grande força pra mim, obrigado.

  4. Jarbas Martins 22 de abril de 2011 12:26

    linguagem partilhada, poema compartilhado.abçs.,poeta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo