Veja trailer e depoimento de Selton Mello para o mais novo curta-metragem “potiguar”

tiro no peUm homem confessa ter matado sua própria mulher. É uma tipologia de crime incomum mesmo aos padrões de violência praticados hoje. Mas o mais inusitado vem depois: ele está disposto a reabrir o inquérito, confrontar o desfecho do caso e provar sua culpa. E então vem uma reviravolta. Enquanto ele tenta provar o crime é levado a acreditar na sua inocência e de que o caso trata-se de suicídio.

Um conto policial? Não. Um filme de suspense? Talvez não. Essa é a sinopse do novíssimo curta-metragem Tiro no Pé, roteirizado e dirigido pela potiguar Raíssa Tâmisa e produzido no Rio de Janeiro. Durante o diálogo do filme, os personagens imergem no apartamento do casal e fazem uma retrospectiva do suposto crime. E a ordem cronológica dos acontecimentos se diluem no espaço. Ainda no apartamento, o casal reconstitui a cena e tenta chegar a um consenso. Crime ou suicídio?

O trailer do filme ficou pronto hoje e segue ao fim deste texto, em primeira mão. Aliás, desculpe, uma versão do filme foi mostrado primeiro mesmo ao ator e cineasta Selton Mello (mas o trailer mesmo, só para o leitor do Substantivo!). Raíssa encontrou o cineasta e ator na saída da gravação do programa Bipolar Show, exibido no Canal Brasil e comandado pelo multifacetado Michel Melamed. Coincidência pura. Não só o encontro, mas a oportunidade também de mostrar o filme, arquivado no celular dias antes.

“Eu tava esperando a outra gravação do programa e ele estava saindo. Perguntei se podia trocar uma ideia rápida com ele, e mostrei uma versão do filme que estava gravado no meu google drive. Ele paciente e gentilmente me ouviu, assistiu tudo e depois, deixou que eu gravasse o depoimento. Antes, eu disse: ‘Se você gostar, grava só um aguardem ou assistam pr’eu colocar na página do filme no facebook‘, e ele, mais uma vez, foi de uma generosidade absurda e entrou na torcida pelo filme”, relata Raíssa. Confiram:

O projeto Tiro no Pé – o filme é o trabalho de conclusão de curso não só de Raíssa Tâmisa (direção), mas também de Flávia Vieira (produção). Ambas alunas concluintes da Escola de Cinema Darcy Ribeiro, uma das mais conceituadas do Rio de Janeiro. Elas contam com uma equipe colaborativa que envolve cerca de vinte profissionais que participaram do projeto por acreditarem no potencial de realização dele. O diretor de arte, Raphael Elias, inclusive, participa da equipe de cenografia da novela Velho Chico.

As locações para filmagem foram na própria Escola de Cinema, além de um apartamento em Freguesia, bairro de Jacarepaguá, zona Oeste do Rio de Janeiro. O apê foi cedido pela assistente de produção, Cristiane Oliveira.

Raíssa Tâmisa na luz, na câmara e em ação
Raíssa Tâmisa na luz, na câmara e em ação
O filme está em processo de finalização, faltando ajustes de cores e som. Deve ter 15 ou 20 minutos. E desde a construção do roteiro, da cenografia, da fotografia, do ensaio dos atores, da escolha de lentes, iluminação, tudo foi pensando e conversado para o projeto avançar sem queimar etapas, segundo a autora. “É um trabalho com muita preocupação técnica. Não só experimentar possibilidades dentro da linguagem cinematográfica, mas saber como fazer e por que fazer”.

O curta deve ficar pronto ainda neste semestre e a expectativa é inscrever o filme em festivais cujo perfil seja similar à proposta do filme. E Raíssa não para por aí. “Tive oportunidade de aprender muito em outros sets, trabalhando em funções diferentes. Agora estou entrando na pré-produção do projeto de um amigo, onde vou fazer produção e preparação de elenco. A ideia é continuar”.

Confiram o trailer de Tiro no Pé!

Jornalista por opção, Pai apaixonado. Adora macarrão com paçoca. Faz um molho de tomate supimpa. No boteco, na praia ou numa casinha de sapê, um Belchior, um McCartney e um reggaezin vão bem. Capricorniano com ascendência no cuscuz. Mergulha de cabeça, mas só depois de conhecer a fundura do lago. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo