Contra homenagem à ditadura (PUCCAMP)

Amigos e amigas:

Recebi mensagem de Caio Navarro Toledo, Professor aposentado da UNICAMP, pedindo que mais pessoas comprometidas com a democracia escrevam e.mails para a PUCCAMP, com a finalidade de cancelar homenagem ainda vigente a Garrastazu Médici nessa instituição de ensino e pesquisa. Reproduzo-a para vocês:

Car@s,
tomo a liberdade de sugerir aos colegas/amiga/os que enviem uma carta à Reitora da PUC Campinas para que tome iniciativas no sentido de que sua Universidade CANCELE a odiosa homenagem que assombra seu campus. Abaixo, segue a carta que acabo de enviar à Magnífica Reitora.
abs,
caio

ps. lembremo-nos de que o CANCELAMENTO da homenagem ao facínora S.P. Fleury, na cidade de São Carlos, várias msgs de acadêmicos, jornalistas, juristas etc tiveram efeitos positivos.

À
Magnífica Reitora reitoria@puc-campinas.edu.br
Prof. Dra. Angela de Mendonça Engelbrecht
Pontifícia Universidade de Campinas
Campinas, SP

Como deve ser de seu conhecimento, uma meritória iniciativa “Pelo Direito à Memória, à Verdade e à Justiça” – envolvendo diretamente a Pontifícia Universidade Católica de Campinas – acha-se em curso nos meios acadêmicos e políticos comprometidos com o aprofundamento da democracia política no Brasil.

Por meio desta iniciativa, várias entidades da sociedade civil brasileira solicitam que a “odiosa homenagem” feita pela PUC de Campinas ao general Emilio Garrastazu Médici, em pleno regime militar (15/3/1973), seja definitivamente cancelada.

Tendo em vista o relevante papel que as Universidades católicas brasileiras (com destaque especial à PUC de Campinas e a PUC-SP) desempenharam na luta pela redemocratização do Brasil é uma profunda indignidade e uma visível incongruência a homenagem que a PUC de Campinas ainda presta ao militar que foi um dos maiores responsáveis “pelo endurecimento das perseguições políticas e pela efetiva implementação do nefasto Ato Institucional 5″ que implicou mortes, desaparecimentos forçados e torturas de presos políticos.

Concordando integralmente com o documento que o Centro Acadêmico XVI de Abril, do Núcleo de Preservação da Memória Política, do Fórum de Ex-Presos e Perseguidos Políticos do estado de São Paulo, do Grupo Tortura Nunca Mais de São Paulo, do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (CONDEPE) e do Fórum de Direitos Humanos de Campinas (cf. abaixo) fazem hoje circular pela internet, APELO à essa Reitoria – comprometida com os valores da verdade, da justiça e da democracia – para que atenda as justas reivindicações das entidades acima signatárias.

Respeitosamente,
Caio Navarro de Toledo
Universidade Estadual de Campinas
Campinas, 5 de julho de 2010

Nasci em Natal (1950). Vivo em São Paulo desde 1970. Estudei História e Artes Visuais. Escrevo sobre História (Imprensa, Artes Visuais, Cinema Literatura, Ensino). Traduzo poemas e letras de canções (do inglês e do francês). Publiquei lvros pelas editoras Brasiliense, Marco Zero, Papirus, Paz e Terra, Perspectiva, EDUFRN e EDUFRJ. Canto música popular. Nado e malho [ Ver todos os artigos ]

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP