CRISÁLIDA

Por Carlos Gurgel

procuro ao redor do mundo
uma solidão que se esconde

não sei se ela
é covarde
vil
ou honesta

e o que
pela ruas se encontra
é uma multidão de pessoas
tão presas aos seus quintais

igual
ao coração
de um sonho que se foi.

Comentários

Há 2 comentários para esta postagem
  1. Anchieta Rolim 6 de setembro de 2011 18:19

    Bom demais!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo