Crítico fala sobre realismo e violência nas artes brasileiras

Novo livro de ensaios do crítico Karl Erik Schøllhammer discute a tradição realista e o lugar da violência na literatura e nas artes visuais brasileiras.

aqui

Comments

There are 2 comments for this article
  1. Jarbas Martins 22 de Fevereiro de 2014 15:53

    Há um outro tipo de de realismo (fiquemos na ficcão literária) que surge, na contemporaneidade, com uma nova classe média, vinda da periferia, e que mostra, sem nenhum, pudor a sua cara. Em nossa recessiva e envergonhada literatura, ela está bem representada, a meu ver, pelo contista THIAGO GONZAGA, autor de um dos melhores livros publicados, por aqui, ano passado: “A Arma Quente da Felicidade”. Leitura indispensável.

  2. Jarbas Martins 22 de Fevereiro de 2014 20:56

    Corrija-se: o título do livro de contos de THIAGO GONZAGA é “A Felicidade É Uma Arma Quente” (editado pela Offset Gráfica, Natal, 2013).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP