CURTINHAS: Beatles Fest em Natal, projeto de vídeo na Pinacoteca, Troféu Cultura, Deífilo e mais

****************** Dias 8 e 9 de setembro esta cidade portuária de Natown será a Liverpool brasileira com a promoção do ‘Beatles Fest’. Bandas e convidados se apresentarão de graça em frente ao Mormaço (Lagoa Nova). O jornalista e publicitário Alex Medeiros está à frente na organização do evento. Até agora estão confirmadas as bandas Os Grogs, Mad Dogs, Revolver e Macaxeira Jazz. E mais algumas cerejas especialíssimas para o bolo nostálgico: Eustachio Lima (modéstia a parte, relembrado no aniversário deste portal), Leno (aquele mesmo da dupla Leno e Lilian, do Impacto Cinco e etc), João Galvão e Camila Masiso. Aguardem cartas!

****************** Após ultrapassar o parâmetro mínimo da decência, o tal do Gosto é algo bem particular. Por isso a minha ousadia em (re)afirmar que a prosa soturna, meio grunge e cheia de sarcasmos de Daniel Liberalino é das melhores deste Rio Grande poético. Talvez por se enquadrar no tipo de leitura que aprecio. E para orgulho deste Substantivo, o rapaz aceitou colaborar como colunista. Um textinho curtinho e bem ao estilo Liberalino já está no gatilho e entra no ar nesta quarta!

****************** A Pinacoteca, aos poucos, ganha algum espaço no calendário cultural da cidade. As programações têm sido constantes e agora ganhará um caráter mais regular. O poeta Carlos Gurgel vai encampar o projeto semanal intitulado Vim Ver Vídeo na Pinacoteca. A previsão de início é para breve e funcionará com projeção de filmes na videoteca do prédio. Gurgel diz que pretende exibir filmes nacionais, com foco no cinema pernambucano ou nos jovens cineastas estrangeiros.

****************** O cantor, compositor e músico curraisnovense Wescley Gama já pensa em um projeto inusitado para o próximo ano: um CD cujo título provisório já denuncia a proposta: “Cantoras cantam poetas”. Wescley Já compôs a primeira letra a partir do poema “Canção de amor para uma moça judia”, com anuência de Iracema Macedo. Vem coisa boa!

****************** O IBGE pediu e a Fundação José Augusto selecionou obras de 30 artistas visuais potiguares cujo acervo pertence à Pinacoteca do Estado para ilustrar a edição nacional do instituto. A capa será do curraisnovense Assis Costa. A FJA aproveitará a seleção e também produzirá um catálogo a ser lançado em outubro, com textos de Antônio Marques, Iaperi Araújo e Edrisi Fernandes.

****************** O cineasta Augusto Lula tem sido fonte constante para montagem do documentário nacional sobre a vida do “maldito” Sergio Sampaio, montado pelo cineasta radicado em Sampa, Hugo Morais.

****************** Uma gravação filmada meses antes da morte do mestre Deífilo Gurgel e dirigida pelo cineasta Fábio DeSilva, até então arquivada, começa a ganhar corpo para virar documentário. E como são muitos os caminhos para se chegar a Deífilo Gurgel. Por isso, o documentário sobre a sua vida será intitulado apenas “Deífilo.”, assim mesmo, com um “ponto” no final para abrir todas as possibilidades imaginativas para definição de quem ele é e representa para a cultura.

****************** O Troféu Cultura adentra pela 13ª edição este ano. Com o fim do Troféu O Poti é a única premiação que reconhece o trabalho das diversas manifestações da cultura. E o Substantivo Plural será parceiro pelo segundo ano consecutivo, abrigando o sistema de votação que ano passado alcançou a relevante marca de mais de 16 mil votos em pouco mais de um mês. Se o sistema de votos foi transparente e participativo, a cerimônia registrou algumas gafes que prometem ser corrigidas nesta nova edição do prêmio, sendo mais profissional e organizado. O lançamento oficial acontecerá em setembro, provavelmente dia 15.

****************** A despeito da indicação de Lívio Oliveira à Academia Norte-rio-grandense de Letras, sugiro uma lista com mais de 20, quase uma academia paralela de nomes: Cláudio Galvão, Muirakytan Macedo, François Silvestre, Ney Leandro de Castro, Marize Castro, HumbHermenegildo, Aucides Sales, Adriano de Sousa, Osair Vasconcelos, Racine Santos, Marerto cos Silva, João Batista de Morais, Demétrius Diniz, Severino Vicente, Moacyr de Góes, João Almino, Pablo Capistrano, Afonso Laurentino Ramos, Carmem Vasconcelos, Antônio Francisco, Dácio Galvão e Leonardo Barata. Que não se façam mais tantas injustiças, como a Deífilo Gurgel e Moacy Cirne!

****************** Fernando Bicudo, diretor do Teatro Municipal do Rio de Janeiro e do Maranhão, bailarino, diretor de óperas e com um pé na cultura potiguar quando dirigiu por vezes o Auto da Liberdade, em Mossoró, é candidato a vereador no Rio. Aí sim é riqueza.

ABRAÇO PLURAL: A Cláudio Galvão. Uma das figuras mais simples que pude conhecer. Com seus mais de 80 anos ainda parece um garotão ansioso por pesquisas e mais conhecimentos. E do alto de tanta sabedoria, se esconde de títulos e homenagens, que bem merecia mais. Deixo tão somente esse abraço fraterno.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + oito =

ao topo