CURTINHAS: Fest Bossa, minicontos, Cidade do Som, Diego Paixão, Djalma Maranhão e mais

****************** Mais uma edição do Fest Bossa & Jazz (FOTO, edição em Gostoso) acontece em agosto. E com novidades. Se em Natal permanecerá na praça ecológica de Ponta Negra, em Pipa o palco será montado no Pipa Park (estacionamento dos ônibus) e de frente para a rua, com nova proposta para camarotes, artesanato e praça de alimentação. E tem ainda novidades para a Praça do Pescador, não reveladas pela produção.

****************** O RN parece manter sua tradição instrumental entre as gerações, e principalmente no violoncelo. O violoncelista Diego Paixão conseguiu um feito essa semana. Na França são atribuídos primeiro, segundo e terceiro prêmios, ou a reprovação. E cada um desses prêmios equivale a um grau acadêmico. Conseguir primeiro prêmio é algo dificílimo, mas Diego conseguiu não só o primeiro prêmio, mas por unanimidade e com felicitações do júri. Isso significa que seu desempenho atingiu o topo. E apenas cerca de 2% dos alunos conseguem essa distinção! E vale nota: Diego começou a estudar no Núcleo de Formação de Instrumentistas da Zona Norte, projeto à época idealizado por Candinha Bezerra.

****************** Todo o mérito ao site Cidade do Som, projeto encabeçado pelo Daniel Campos para catalogar artistas e bandas do RN. Mas há que se lembrar e se orgulhar do trabalho inédito no Brasil promovido pela pesquisadora e imortal da ANL, Leide Câmara. Seu livro Dicionário da Música do RN possui mais de 5 mil artistas cadastrados, além de 38 mil canções. E está tudo em arquivos de computador. Seria interessante uma parceria entre os dois ou teremos dois trabalhos de mesmo propósito correndo em paralelo.

****************** Na última sexta-feira aconteceu a 246ª reunião da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC), que aprovou 236 projetos, somando um valor total de quase R$ 200 milhões autorizados para captação via Lei Rouanet – outros 32 projetos foram indeferidos. A lista ainda será publicada no Diário Oficial. A próxima reunião da comissão acontece entre 1 e 3 de agosto.

****************** Um dos posts mais lidos deste Substantivo após o novo layout colaborou com um número significativo de 1.900 minicontos inscritos no concurso promovido pelo Casarão da Poesia. Autores de quase todos os Estados, inclusive Acre. Além de Portugal e Estados Unidos. Por isso, o resultado do concurso foi adiado para 31 de julho e ter tempo suficiente para analisar com cuidado todo o material enviado.

****************** Um dos melhores e mais marcantes projetos da última gestão de Dácio Galvão ainda tenta botar as caras neste seu segundo mandato da Funcarte. Sem dinheiro, o órgão recorreu ao mecanismo mais apropriado: as leis de incentivo. E conseguiu aprovar a Revista Brouhaha na Lei Rouanet ao custo total de R$ 794 mil para cinco edições durante o ano e tiragem de 3 mil exemplares em cada. Mas a aprovação ocorreu em março e tem prazo até dezembro para captar. Até agora nada. Tá difícil.

****************** Há que se ressaltar o trabalho contínuo de organização artística na Cidade da Criança. Ricardo Buhiu esteve à frente no começo, na gestão Rodrigo Bico, passou o bastão para Tatiane Fernandes, no comando de Crispiniano Neto, e agora com Áglia Revorêdo e equipe, sob batuta de titia Isaura, prossegue em excelente ritmo. O mais recente Arraiá da Meninada foi sucesso absoluto.

****************** Presente procês. Acesso livre ao livro Sessão Dupla: O Original e a Cópia, sobre remakes e escrito pela dupla de cineclubistas Nelson Marques e Gianfranco Marchi, lançado semana passada. Só clicar AQUI.

****************** Projetos aprovados nas últimas semanas na lei municipal Djalma Maranhão: Bosque Encena (proponente: Marcos Sá de Paula), Circo Grock 10 anos (Lion Nathan), Tocando a Vida – Música e Atitude 2 (Mônica MacDowell), Brasil Sabor 2016 (Abrasel), 6 MPB Jazz (Valéria Oliveira). O projeto do primeiro CD do Atmadas, do proponente João Paulo Gurgel, teve prazo de captação prorrogado.

****************** O portal lamenta a morte trágica do fotógrafo mineiro radicado em Natal, Morvan França. Se há discussão se fotografia é arte, Morvan prova a tese sem qualquer argumentação escrita ou falada. Suas imagens falam por si. Veja AQUI.

****************** ABRAÇO PLURAL: Para Marcelo Fernandes. Artista plástico de primeira linha. Figura cativa do meu mundinho underground becodalamense, mas que está sumido há um bom tempo. Perguntei a uns chegados pelo seu paradeiro. Ninguém soube responder. Espero que esteja tudo bem e que receba esse abraço simbólico.

Acredito que música, literatura e esporte são ansiolíticos dos mais eficazes; que está na ralé, nos esquisitos e incompletos a faceta mais interessante da humanidade. [ Ver todos os artigos ]

Comments

There is 1 comment for this article
  1. Antonio Nahud 11 de Julho de 2016 9:41

    Grato pela nota afável, Sérgio. Morvan era um grande talento. Estou muito abalado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP