CURTINHAS: nomeações na FJA, Lelé Alves, Beco da Lama, Seis e Meia, Som da Mata e mais

– Lelé Alves, instrumentista, compositora e cantora potiguar, realiza neste sábado, às 16h, no anfiteatro do Parque das Dunas, o primeiro show da sua turnê Nova Era, que inicia em Natal e prossegue com apresentações já confirmadas em João Pessoa, Recife, Fortaleza, Salvador, Rio de Janeiro e São Paulo. Repertório passeia pelos temas instrumentais New Age do seu mais recente CD “Luz Neon”. Pôr do Sol, Paraíso, Infinito, Dunas, Cosmos… são alguns desses instrumentais que já nos títulos transmitem a atmosfera peculiar do show. Lellé iniciou carreira nacionalmente em 1982 ao se destacar participando do Festival MPB SHELL, pela Rede Globo, onde classificou-se em quarto lugar defendendo a música “Anjo”, de autoria de Enoch Domingos, o que lhe abriu caminhos para contratos e lançamentos (em vinil) pelas gravadoras Polygram e Emi/Odeon. A foto que ilustra este post é do vinil do LP Anjo, com Lelé Alves em destaque.

– Apesar da crítica irônica à minha afirmação, volto a dizer: não há ainda NENHUMA nomeação para a Fundação José Augusto publicada no Diário Oficial do Estado. Nem mesmo a do diretor geral Rodrigo Bico. Desafio quem me mostrar o contrário.

ADENDO: O PRÓPRIO RODRIGO BICO ENVIOU PRINT DE SUA NOMEAÇÃO EM UMA EDIÇÃO EXTRA DO DIÁRIO OFICIAL PUBLICADO NA VERSÃO IMPRESSA NO DIA 1 DE JANEIRO. RETORNEI PARA ELE O PRINT DA VERSÃO ONLINE, SEM QUALQUER REFERÊNCIA AO SEU NOME. EM RESUMO: ELE FOI NOMEADO, MAS NÃO FOI PUBLICADO NA VERSÃO ONLINE DO DOE.

– A eleição para a próxima diretoria da Samba, no Beco da Lama, toma forma. Até agora, a chapa da situação encabeçada pelo jornalista Rafael Duarte, e a de oposição, comandada por Tarcio Fontenele. Harryson Magalhães, que poderia formar outra boa chapa, resolveu apoiar Tarcio. É o que se desenha.

– Aliás, por iniciativa de Harryson, o bloco ‘Nazi Vai à Ribeira’ vai animar as ruas do Centro Histórico pelo terceiro ano. Nesse ano com mais dois bonecos gigantes para se juntarem as figuras de Nazi e Pedrinho, tendo como homenageadas a Diva do Beco da Lama, Gardênia Lúcia, e a rainha do rádio Glorinha Oliveira. É na sexta de carnaval. Concentração no bar do Pedrinho as 16h e percorrerá as principais ruas do Beco animado pela orquestra Potengy de Frevo e ao chegar no largo da rua Chile contará com os shows da Velha Guarda do Samba cantando muita machinha e o melhor do carnaval e encerrando com a bateria da escola de samba Imperatriz Alecrinense.

– Há boas chances de o projeto Seis e Meia voltar. E no mesmo Teatro Alberto Maranhão. E com o mesmo produtor Willian Collier. É o novo diretor Toinho Silveira já arregaçando as mangas.

– Teremos a mais fraca – e barata – seleção de artistas nacionais numa edição do MPBeco. Mesmo com patrocínio da Cosern e apoio da Prefeitura de Natal. Torcer que a disputa local traga mais brilho.

– A Galeria de Arte do Campus Cidade Alta do IFRN recebe a exposição Novos Talentos 2014. A mostra é resultado do Projeto Casa Amarela, atividade de extensão que oferece cursos gratuitos à comunidade. O vernissage da exposição acontece nesta sexta-feira (16), às 19h.

– Fim de semana aprumado. Nesta sexta, às 21h, apresentação musical com Marcelo Randemarck e Mariângela Figueiredo no Porão das Artes (Pium). Sábado, às 21h, Geraldo Carvalho no Pescador de Ilusões (Ponta Negra). E domingo, novamente no Porão, a partir do meio dia, IV Feira da Diversidade. Atração musical: Gustavo Cocentino & Blue Mountain.

– Blog ainda em ritmo lento. Mas daqui a pouco engrena de novo!

– A Bololô Cia Cênica inicia 2015 com duas apresentações do espetáculo “Retrato do Artista Quando Coisa”, nesta sexta e sábado, às 19h, no Teatro de Cultura Popular – TCP. A companhia presta homenagem ao poeta cuiabano Manoel de Barros, que faleceu no dia 13 de novembro de 2014, aos 97 anos. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), válida para estudantes, classe artística e professores.

– Subirá ao palco do Som da Mata neste domingo, o grupo PotiguarSax, criado em 2011. Às 16h30, no anfiteatro do Parque das Dunas. Repertório diversificado com cancioneiro popular, clássicos da música brasileira com arranjos originais e composições primorosas de mestres renomados do Rio Grande do Norte.

– O fotografo Fernando Chiriboga lança no próximo dia 28 de janeiro, no Midway, a partir das 18h, seu mais novo livro “Ilhas Encantadas – Fernando de Noronha e Galápagos”. O livro-álbum, com 276 páginas, faz registro de belas imagens dos arquipélagos da América do Sul: Fernando de Noronha (Brasil) e Galápagos (Equador). São mais de 350 fotografias que mostram em detalhes a preservação da biodiversidade e a proteção ambiental.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo