Da Preá e François Silvestre

“Preá? Desculpe, mas a falecida jaz em túmulo de carrara. O último número não foi da Preá. foi um folder publicitário. Deve ser abolida do rol como o vaticano aboliu do seu índice o João IV, que era a Papisa Joana”.

Abraço de françois.

Do blogueiro: Aí pode falar com propriedade. Além de ter criado a revista, François prestigiou e lançou, salvo engano, 14 edições. Isso sob o comando da mesma governadora. O que acontece agora? Mais burocracia ou mais má vontade? Crise financeira ou falta de prioridade aos bens culturais?

Comentários

Seja o primeiro a comentar
  1. Raíssa 7 de dezembro de 2009 14:51

    Dezessete.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo