De blogs

Achei interessante matéria enviada pelo natalense da gema Marcos Pedroza a respeito do crescimento desenfreado dos blogs. Segundo o portal Tecnoratti, cerca de 175 mil são criados diariamente. Ano passado foram mais de 1 bilhão. A cada ano o número cresce 40%. Os números são imprecisos por razões óbvias: a blogosfera, como o espaço, é infinito.

Do que mais gostei da matéria foi a descrição do que é um blog: “É uma reunião de pensamentos e escritos postos publicamente na internet. Como um diário, o blog não permite edição retroativa e sua escrita dispensa maior cuidado na construção. É a expressão espontânea do pensamento – mais efêmero do que ojornalismo diário. Suas fronteiras são porosas e sua verdade, transitória”.

Mais adiante, o autor completa em primeira pessoa: “Nós, blogueiros, temos poucas oportunidades de reunir pensamentos e esperar até que os fatos se assentem para discuti-los. Blogamos assim que as notícias chegam até nós. Nenhum colunista, repórter ou romancista têm suas pequenas contradições expostas de forma tão inclemente. Para os blogueiros, o prazo é sempre agora. É como escrever em voz alta”.

O amigo leitor imagine agora a substituição das reportagem mais apuradas e cuidadosas do jornal impresso pela “efemeridade” ou a “escrita em voz alta” dos blogs; o tom coloquial, inacabado, como se escrevesse um e-mail. A experiência é libertadora, instigante. Mas a notícia caminha em lado paralelo à espontaneidade. É preciso investigação do fato; aprimoramento; técnica e, sobretudo, responsabilidade.

Alguns podem questionar: mas há portais de notícias com todo esse aparato. Menos mal, eu diria. Mas percebam que as matérias, embora bem escritas, são mais superficiais pelas próprias características dos navegantes. Os textos para sites e blogs são menores. Contém apenas o essencial. Por isso ainda acredito na convivência mútua entre as duas mídias. Ou pelo menos na necessidade dessa convivência para o bem da informação.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo