De escritores, livros e viagens

Por Sérgio Sant’Anna

Puxa, que mancada, Zé, eu ter me esquecido de que você havia mencionado Jung a propósito da filha de Joyce. Peço mil desculpas. Adorei a sua história de Piglia e até senti inveja de seu contato com ele, que admiro tanto. Quanto à bagunça do escritório dele, senti-me absolvido da bagunça no meu. Acho Buenos Aires uma cidade fantástica, um pedaço da Europa encravado na América do Sul.

aqui

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. João da Mata 27 de julho de 2011 22:16

    by the way senti falta do Jung no texto do colega Elísio Augusto de Mediros e Silva no JH de hoje, falando de Lúcia Joyce. Um bela figura. Joyce dedicou o FW a ela

    ps. O meu artigo completo sobre Antonio Pinto de Monteiro foi publicado hoje no Jornal de Hoje. Tem qente que adora o Jornal impresso e eu entendo. Aquele gesto de abrir os braços . Aquela brechada… Aquela tinta… E quando não tem outro papel: sao eternos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo