De guerras e pepinos

“Meu amigo (o melhor até hoje) chama-se (ou chamava-se?) Arnoldo Waitman. Tínhamos 12 anos e cursávamos o último ano do “primário” numa cidadezinha do Pampa Gringo, quando um medíocre escritor argentino, transformado em ministro da Educação do governo militar de 43, teve a idéia de implantar o ensino da religião católica nas escolas.”

aqui

ao topo