De Saramago e Kafka

Por constante indicação de Tácito, resolvi acompanhar o Caderno de Saramago. O autor de Ensaio Sobre a Cegueira e o mais recente, A Viagem do Elefante (2008), escreve hoje sobre o esquisito escritor Franz Kafka a partir da essência romanesca teorizada por Mikhail Bahktine.

Segue o início:

“Mikhail Bahktine escreveu na sua Estética e Teoria do Romance: «O objecto principal do género romanesco, aquele que o “especifica”, aquele que cria a sua originalidade estilística, é o homem que fala e a sua palavra». Creio que raramente uma asserção de âmbito geral como esta é terá sido tão exacta como no caso humano e literário de Franz Kafka”.

Texto completo AQUI.

Acredito que música, literatura e esporte são ansiolíticos dos mais eficazes; que está na ralé, nos esquisitos e incompletos a faceta mais interessante da humanidade. [ Ver todos os artigos ]

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP