Decepção

decepção

Mnemonias quase táteis
A escorrer-lhe entre os dedos;
Olhares incertos em horizonte indiferente;
Promessas de-não-mais-cumprir;
Futuro de-não-mais-porvir;
Expectativa de-não-mais-espera;
Palavras cruas a fluir de álgidas bocas
Em negativas do-ce-men-te educadas
A esconder caninos afiados
(Em mucosa reconditamente escancarada)
De alva polidez cortante,
Mostrando quão quebradiça
Pode ser uma suposta certeza.

(Danclads Lins de Andrade).

Brasileiro, nordestino, alagoano, advogado, cidadão comum, simples habitante deste planeta decadente... Rs... [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo