A democracia perdeu uma batalha, mas a luta apenas começou

Domingo, 17 de abril, a democracia perdeu uma batalha contra o golpi$mo financiado por aqueles que querem revogar a CLT e apoiado pelos oligopólios da mídia. Uma batalha importante, mas apenas uma batalha. Há muitas outras pela frente. Foi dado um passo em direção a um golpe de estado legislativo, mas o golpe não foi consumado.

Nossa luta não vai parar, a mobilização é permanente. Continuaremos a ocupar as ruas, as praças, as redes digitais, os espaços universitários, culturais, artísticos, a construir redes de comunicação alternativa.

Continuaremos a cobrar do governo uma ruptura nítida e definitiva com as forças anti-democráticas que querem afunda-lo, uma postura firme de enfrentamento ao fascismo e o escravagismo daqueles que promovem o golpe, o fim do ajuste fiscal e uma virada inequívoca à esquerda.

Continuaremos a lutar para que o estado democrático de direito se torne a realidade cotidiana das periferias, das mulheres, da população negra, indígena, quilombola, LGBT, dos trabalhadores sem terra e sem teto e um longo etcétera.

Continuaremos a exigir reforma política.

Nossa luta é diária, em todas as trincheiras, em cada rincão do Brasil. O golpe legislativo – e tudo aquilo que representa – venceu uma batalha, mas encontrará uma dura resistência em cada interstício da sociedade.

A luta apenas começou.

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP