Desafios para um continente de muitas faces

No momento em que os países hispanoamericanos celebram o bicentenário do fim do colonialismo, o pesquisador argentino Walter Mignolo (ao lado, em foto de divulgação) argumenta que o domínio ibérico deixou como herança uma “matriz de colonialidade” (“a lógica de repressão, opressão, despossessão, racismo”) que opera na região até hoje. Autor de “A ideia de América Latina” (inédito no Brasil), no qual defende que o termo é uma construção ideológica que não abarca a diversidade social e cultural da região, ele afirma que é preciso restituir um papel relevante às populações indígenas do continente: “A liderança descolonial tem que ser compartilhada”, diz Mignolo, professor da Universidade Duke (EUA).

aqui

ao topo