Desculpem minha falha

Amigos:

Comentando a triste China atual, deixei escapar um erro de concordância que conduz a significado diferente do que pretendi expressar. Escrevi: “A retórica da Revolução Cultural parecia uma grande recusa de um passado opressivo, irmão inesperado da contra-cultura ocidental.” O correto é: IRMÃ INESPERADA (a retórica/a contra-cultura).

Perdão, leitores.

Abraços:

Nasci em Natal (1950). Vivo em São Paulo desde 1970. Estudei História e Artes Visuais. Escrevo sobre História (Imprensa, Artes Visuais, Cinema Literatura, Ensino). Traduzo poemas e letras de canções (do inglês e do francês). Publiquei lvros pelas editoras Brasiliense, Marco Zero, Papirus, Paz e Terra, Perspectiva, EDUFRN e EDUFRJ. Canto música popular. Nado e malho [ Ver todos os artigos ]

Go to TOP