Despedida

Queridos amigos e queridas amigas:

Espero ter contribuído eticamente para este Substantivo Plural. Obrigado pela atenção que me dedicaram. Aprendi muita coisa aqui.

Nasci em Natal (1950). Vivo em São Paulo desde 1970. Estudei História e Artes Visuais. Escrevo sobre História (Imprensa, Artes Visuais, Cinema Literatura, Ensino). Traduzo poemas e letras de canções (do inglês e do francês). Publiquei lvros pelas editoras Brasiliense, Marco Zero, Papirus, Paz e Terra, Perspectiva, EDUFRN e EDUFRJ. Canto música popular. Nado e malho [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Há 13 comentários para esta postagem
  1. Varela Cavalcanti 27 de fevereiro de 2011 18:57

    Faço coro.

  2. Laurence Bittencourt 26 de fevereiro de 2011 21:07

    Perda inestimável para o SP. Marcos tem se constituído de forma lúcida numa das vozes de bom senso, se mantendo dentro de um espirito critico, independente, evitando cair em patotas. Lamentável. O SP perde e muito.

  3. chico m guedes 26 de fevereiro de 2011 13:32

    marcão, pra mim nós somos todos chatos, metidos, falastrões, sabichões, sem-noção, invejosos, juízes rápidos das falhas dos outros, excessivamente carentes de aprovação, e mais um monte de merda, em combinações variáveis e oscilantes, que aqui e acolá inclui umas boas qualidades também.
    uma das poucas coisas que têm potência pra nos elevar um pouquinho acima desse poço miasmático de egoísmo e auto-engano é o bom-humor*. o que você acha? (e muito obrigado pelo carinhoso aviso pessoal)
    *as outras serão talvez a arte, a experiência mística, e a solidariedade

  4. Anne Guimarâes 26 de fevereiro de 2011 13:24

    Querdo Marcos…
    Não sei bem o que aconteceu, mas pelos comentários ternos dos nossos colegas…sei que nada pode ser maior do que as suas cores, suas nuances são também nossas, sabia?
    Você tem um papel essencial aqui no SP…estou aqui há pouco mais de um mês e desde o início senti que o seu nome é um pedaço deste espaço potiguar.
    Não esqueço também de agradecer as suas boas-vindas quando eu – meio bichinho do mato, cheguei por aqui – e pelo poema “Cor da noite” que gentilmente me dedicou…
    Não vá, Marcos!!
    Escute seus amigos que – com amor – fazem questão das suas palavras, olhares, suas poesias e matizes, que nos edifica, desperta, emociona.
    Fique, por favor…
    Um beijo n’alma.
    🙂

  5. Lívio Oliveira 26 de fevereiro de 2011 13:21

    Reconsidere, amigo Marcos. Você é o mais elegante dentre nós.

  6. Jarbas Martins 26 de fevereiro de 2011 12:33

    volta, marcos.

  7. Ronie Costa 26 de fevereiro de 2011 12:31

    Comecei a acompanhar seu trabalho neste espaço recentemente, e a erudição que eu já conhecia de suas aulas passei a apreciar ainda mais. Relembro dois momentos: o primeiro foi “Os filmes que não esqueci”. Consegui ver a maior parte, o que me fez tomar gosto pelo cinema e vê-lo sob nova perspectiva. O segundo foi “Quando publicar, como criticar?”, que me fez lembrar de uma vez quando fui a um pequeno jornal do Alto Tietê pedir para publicar um conto, e quando o dono/redator aceitou, passei a achá-lo péssimo e a temer as críticas. Talvez morresse ali um contista regular.
    Parabéns pelo trabalho e a torcida é para que continue.

  8. Danclads Lins de Andrade 26 de fevereiro de 2011 11:12

    “Estes que me atravancam o caminhos, estes passarão; eu, passarinho” (Mário Quintana).

    Rapaz, puxe o freio de mão. Sair do SP?

    Ninguém concorda, somos unânimes: és importante aqui. Tua contribuição é de grande valia.Todos nós sabemos disso. Na verdade, eu que habito este espaço há pouco tempo, tenho total convicção da importância de cada um. E você,com suas postagens sempre autênticas, maduras, seus comentários sinceros, honestos, lúcidos, sempre importantes aqui no SP, mesmo que incomode a alguém ou a alguns. Mas, isto não faz parte? A boa crítica não faz parte? Te importes não,homem, sua contribuição aqui é maior que qualquer comentário maldoso ou impensado.

    Olha, creio que permanecerás com a pena da sabedoria que tens. Voltemos com a programação normal…Rs…

    Abraço, companheiro.

    PS: que ninguém desista da caminhada, cada um é um tijolo que constrói, que edifica esta casa. Tácito, rapaz, segura o homem aqui… Rs…

  9. Ednar Andrade 26 de fevereiro de 2011 10:58

    Marcos, querido,

    Costumo dizer bom dia para os amigos, mas só depois que tu me confirmares a desistência desta, desculpe, TOLICE (com todo respeito que tenho a ti), pois seria TOLICE a sua saída. Vejamos: aqui, nesta nossa casa SP, somos amigos, independente de qualquer outro CONTRAPONTO.

    Ontem, vi levantar-se, aqui, uma onda, uma tentativa de tsunami, sem fundamento, a qual nem dei importância, pois colaboradores, somos, colunistas, somos, mas se fôssemos partir para a autoridade – que aqui não precisamos dela – seria Tácito quem definiria quem fica, quem vai, quem entra, quem sai, quem filtra, quem peneira (rs). Nosso amigo Tácito, pessoa dotada de muita educação, cautela e siso, a todos respeita e responde. Mas, com certeza, sabe o que aceita e o que recusa. E é a ele que devemos ter consideração, apreço. E faço, aqui de público, um pedido ao nosso querido Tácito,que sirva-nos de lição: certas banalidades não devem passar aqui, devem ser filtradas (melhor dizendo: descartadas), para o bem de todos, mas é só minha opinião. Observo, nestes meus 10 meses de casa que, por aqui passam nomes e situações infinitamente variados, debates importantes e alguns tolos (sem querer ofender). Desde já, deixo claro.

    Então: o que pode ser mais forte que a tua boa vontade e a vontade de permanecer conosco? Por favor, RECONSIDERE, pensa na falta que sentiremos de ti. Aqui, todos são importantes. E basta olhar com carinho para ficar claro que quem sai deixa saudade e uma lacuna para sempre.

    Posso estar sendo exagerada no “sempre”, mas é que tua falta será sempre sentida por todos nós. Minha sugestão é: não vires a página; rasgue-a; apressa-te, pois preciso começar meu dia dizendo: BOM DIA.

    PS: ofensas sempre vão existir e más interpretações, também, significantes ou insignificantes traços de inveja, discórdia, sempre existirão onde houver opiniões. Tu és coerente, lúcido, basta fechar os olhos e só abri-los para o que vale a pena. E alguns comportamentos, que por aqui passaram, com o passar das horas, tornaram-se tão… Sem efeito…

    FICA.

    Abraço, querido.

    Beijo.

  10. João da Mata 26 de fevereiro de 2011 10:23

    Meu amigo, eu não entendi

    Voce é um dos que mais engradecem o SPlural. alimentam o debate, discute, brinca, anima, etc

    Peço do fundo do coração que fique. Ou, dê os seus motivos.

  11. Willian Pinheiro 26 de fevereiro de 2011 10:13

    Pedimos que reconsidere sua decisão. (2)

  12. Jota Mombaça 26 de fevereiro de 2011 10:13

    Você faria falta caso levasse à frente esta decisão. Estou torcendo para ser um blefe.

  13. Tácito Costa 26 de fevereiro de 2011 9:59

    Marcos,
    Peço que reconsidere sua decisão. Ou, pelo menos, deixe-a em aberto por um tempo. Grande parte do sucesso do SP se deve a pessoas como você. Abç.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo