“Distinto – O líder Aluísio Bezerra” será lançado nesta sexta na Siciliano

Amanhã, sexta-feira, 28 de outubro, a partir das 18h, na Livraria da Siciliano do Midway Mall, o médico e pro-reitor aposentado da UFRN, Lauro Gonçalves Bezerra, lançará a biografia do irmão, o político, empresário e torcedor apaixonado do ABC, Aluísio Bezerra.

O livro Distinto – O líder Aluísio Bezerra, editado pelo Caravela Selo Cultural, é um sonho antigo de preservar a memória do homem público que morreu precocemente aos 52 anos e que deixou um legado na história recente da política do Estado, assim como também no futebol potiguar.

Se vivo estivesse, Aluísio Bezerra teria 85 anos. “Distinto” era o tratamento ao qual Aluísio Bezerra se referia a todos que se aproximavam dele. Fossem eleitores, amigos, conhecidos e jogadores de futebol. Assim, num termo que acabou se imprimindo como uma de suas maiores marcas registradas, era também uma forma extremamente gentil e educada de tratar as pessoas. Aluísio Bezerra, que é filho e sobrinho de políticos, João Bianor e o “majó” Theodorico Bezerra, também enveredou na política bem cedo. Natural de Santa Cruz, ele iniciou a vida política concomitante aos estudos na Faculdade de Direito de Maceió, em 1949. Foi deputado estadual por três mandatos e também deputado federal, até os anos 1960 quando encerrou a carreira política e passou à vida empresarial na Ecocil, do irmão caçula, Fernando Bezerra. Dono de uma simpatia singular, o livro trata de um fato que marcou a vida da cidade em meados do século XX, que eram os famosos bate-papos na calçada de sua casa, numa rua que hoje leva o seu nome, próximo à Avenida Salgado Filho, que reunia de políticos, a intelectuais, jornalistas, jogadores de futebol e torcedores.

Aliás, o livro reserva bons capítulos da vida de Aluísio Bezerra e sua relação com o futebol, tendo sido ele um dos responsáveis, junto com Bira Rocha e a diretoria do ABC, pela viagem do time alvinegro à Europa, Ásia e África. Viagem essa que ainda mantém até hoje o ABC no recorde de time que mais tempo passou jogando fora do seu país de origem.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + 18 =

ao topo