Ditadura legalizada

Uma ditadura aparentemente legalizada, com suporte do Judiciário, alguns julgamentos às claras, e, por isso, mais eficiente em manter não cidadãos, mas uma Nação inteira amedrontada e oprimida. Isso sem contar a tortura e os desaparecimentos. Oposição? Pouca. Assim foi nosso regime militar, de acordo com o brasilianista Anthony Pereira, diretor do Brazil Kings College, em Londres, autor do recém-lançado livro “Ditadura e Repressão” (Paz e Terra), sobre o papel da Justiça durante o período de exceção aqui, na Argentina e no Chile. O norte-americano Pereira defende que havia mais consenso entre as elites judiciárias e militares no Brasil do que nos outros dois países. E a recusa do Supremo Tribunal Federal (STF) em rever a Lei da Anistia demonstra que talvez continue existindo.

aqui

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. Tácito Costa 13 de maio de 2010 18:12

    Entrevista esclarecedora e oportuna, que resumiria na seguinta resposta do entrevistado: ” O senso de impunidade no Brasil é muito maior, porque até mesmo no Chile e na Argentina houve Anistia, mas houve punições”. Impunidade que continua e beneficia, óbvio, os que detém o poder e o dinheiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo