Documentário ‘Uma longa viagem’ vence Festival de Cinema de Gramado

Por Luciana Lima
Agência Brasil

O documentário Uma Longa Viagem, da cineasta Lúcia Murat, foi o escolhido pelo júri oficial como o melhor longa-metragem nacional da mostra competitiva da 39ª edição do Festival de Cinema de Gramado.

O filme conta a relação familiar da própria diretora. Lúcia Murat foi militante política e chegou a ser presa pela ditadura. Além do Kikito de melhor filme, Uma Longa Viagem levou o prêmio de melhor ator, que ficou com Caio Blat. O vencedores foram anunciados na noite de ontem (13).

Os prêmios de melhor direção e melhor roteiro foram para Gustavo Pizzi, com o filme Riscado. Pizzi divide o roteiro com Karine Teles, que também levou o Kikito de melhor atriz.

Como melhor filme estrangeiro foi escolhido Medianeiras, do argentino Gustavo Taretto. Ele dividiu o Kikito de melhor diretor estrangeiro com o mexicano Sebastián Hiriart, pelo filme A Tiro de Piedra.

Já o júri da crítica elegeu Riscado como melhor longa-metragem nacional. Os críticos também premiaram como melhor curta-metragem nacional Céu, Inferno e Outras Partes do Corpo, de Rodrigo John. Como melhor curta-metragem estrangeiro, foi eleito pelos críticos Jean Gentil, da dupla Laura Guzman e Israel Cárdenas.

Confira os vencedores em cada categoria:

Longa-metragem nacional:

Melhor filme em longa-metragem brasileiro: Uma Longa Viagem, de Lúcia Murat.Melhor montagem: Leonardo Sette, por As Hiper Mulheres.Melhor fotografia: Roberto Henkin, por O Carteiro.Melhor roteiro: Gustavo Pizzi e Karine Teles, por Riscado.Melhor atriz: Karine Teles, por Riscado.Melhor ator: Caio Blat, por Uma Longa Viagem.Melhor diretor: Gustavo Pizzi, por Riscado.Especial do júri: As Hiper Mulheres, de Leonardo Sette, Carlos Fausto e Takumã Kuikuro.

Longa-metragem estrangeiro:

Melhor fotografia: Serguei Saldivar Tanaka, por La Lección de Pintura.Melhor roteiro: Sebastián Hiriart, por A Tiro de Piedra.Melhor atriz: Margarida Rosa de Francisco, por García.Melhor ator: Gabino Rodríguez, por A Tiro de Piedra.Melhor diretor: Gustavo Taretto, por Medianeiras, e Sebastián Hiriart, por A Tiro de Piedra.Especial do júri: Las Malas Intenciones, de Rosario Garcia-Montero.Melhor filme longa-metragem estrangeiro: Medianeiras, de Gustavo Taretto.

Curta 35 milímetros e digital:

Melhor filme: Carreto, de Claudio Marques e Marilia Hughes, e Haruo Ohara, de Rodrigo Grota.Melhor montagem: Mair Tavares e Tina Saphira, por Um Outro Ensaio.Melhor fotografia: Jacques Dequeker, por Polaroid Circus.Melhor roteiro: Rodrigo John, por Céu, Inferno e Outras Partes do Corpo.Melhor atriz: Dira Paes em Ribeirinhos do Asfalto.Melhor ator: José Wilker em A Melhor Idade.Especial do júri: Rivelino, de Marcos Fábio Katudjian.Melhor diretor: Natara Ney por Um Outro Ensaio.Melhor filme curta-metragem: Céu, Inferno e Outras Partes do Corpo, de Rodrigo John

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo