Dois mulatos

Comments

There are 2 comments for this article
  1. Jarbas Martins 11 de Março de 2013 9:59

    Poucos sabem que além de guerrilheiro, mulato e baiano, Marighella foi poeta. Poeta neoparnasiano.Escreveu versos incendiários em louvor à Revolução Comunista e sua poesia, gostem dela , ou não, ficará.Como ficará a poesia de José Oiticica, também neoparnasiano e revolucionário.

  2. Marcos Silva
    Marcos Silva 11 de Março de 2013 11:38

    Gostei desse texto. Mas ADORO Nora Ney e Jorge Goulart, tão grandiosos artisticamente quanto Dolores e Paulo – lamento que Nora Ney, tão importante para a poética de Bethânia, seja desconhecida hoje em dia. E essas discordâncias, em meu entendimento, fazem parte da inteligência das partes e de suas deficiências também.
    Conheci gente de Natal, nos anos 60, que amava a URSS. Eu amava Dostoievski, Tolstoi, Tchecov, Maiakovski, a revolução… Não entendia o amor pela URSS mas também desconfiava da maravilha americana. Continuo a desconfiar, embora adore Gershwin, Faulkner, Pollock…
    De quebra: a Globo não tem coragem pra fazer um seriado sobre Nora e Jorge, não é mesmo? Eles tiveram vidas apaixonadas e apaixonantes. Por que será que não existem canais de tv de esquerda, Caetano?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP