DOMINGO

Por Suely Nobre Felipe

Ao amanhecer,
Um silêncio frio, rebocado pelo vento,
Desperdiça o sol no meu quintal.
As paredes nuas, a cama arrumada.
A casa vazia, organizada,
E essa porta sem pressa,
Anunciam a solidão dos meus dias.
À noite,
Um vento frio amortece silencioso,
Uma algazarra fincada no meu coração.
Derrama saudades sobre o meu rosto.
E no limiar da minha solidão,
Ouço gemidos contidos,
Sinto a febre aquecer minhas mãos.
Nessa hora, sinto frio, calafrios.
Amargurada com a quietude da madrugada,
Rabisco de lamentos as minhas paredes nuas.
De nada adianta! Acalmo os sentidos.
Busco num velho álbum de fotografias,
Todos os meus sorrisos.
E permito-me sonhar acordada,
Com o próximo verão.

Comments

There are 6 comments for this article
  1. Jairo Lima 15 de Setembro de 2011 7:40

    Ei, menina, valeu mesmo.

  2. Ednar Andrade 15 de Setembro de 2011 9:05

    Bom dia ,Suely.
    Contraditório seria não dizer bela tua poesia. Mesmo na dor, a saudade é inspiração amiga e dor, é igual para todos.Não é verdade?

    Obrigada por me atenderes o pedido .Segue aqui alguns pensamentos meus sobre esta algoz companheira que é a *SAUDADE*…

    Saudade é a palavra inventada para se fazer presente o amor que não se tem (Ednar Andrade).

    A felicidade é como um sorvete, pode ter muitos sabores… Até mesmo os azedos… (Ednar Andrade).

    … Saudade… O sal que tempera as distâncias. (Ednar Andrade).

    …E Esta última penso que é a verdade que nos resgata quando nos sentimos sós..:

    Em cada solidão, você se tem ao seu lado. (Ednar Andrade).

    Bjs,Poeta.

  3. Danclads Andrade
    Danclads Andrade 15 de Setembro de 2011 12:10

    Um domingo-saudade, um domingo-sentimento, um domingo-belo. Suely, parabéns!!!!!

  4. Anne Guimarães 15 de Setembro de 2011 13:10

    Suely querida…
    Parabéns pelo poema, a dor e /ou o vazio, mais admitido pelos poetas, são tão necessários quanto os risos e a plenitude. Seu domingo é triste e lindo. ” As paredes nuas…” um verso que diz muito.
    Um beijo com ternura.
    🙂

  5. Anchieta Rolim 15 de Setembro de 2011 19:13

    …Rabisco de lamentos as minhas paredes nuas… maravilha Suely!

  6. Suely Nobre Felipe 15 de Setembro de 2011 23:22

    Beijos em todos vocês. Esperemos o próximo verão para iluminar esses domingos de então. Suely

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP