Dominguinhos visita Museu do Vaqueiro-RN e faz doação de sanfona que pertenceu a Luiz Gonzaga

O aniversário de cem anos do Embaixador Sonoro do Sertão, conhecido também como o Velho Lua, vem sendo celebrando desde janeiro de 2012 nos quatro cantos do Brasil. Mas é dia 13 de dezembro a data e nascimento deste que foi o maior nome da música nordestina de todos os tempos. Na contagem regressiva para a data centenária, o Museu do Vaqueiro e o projeto Forró da Lua já estão em clima de festa.

No próximo sábado, dia 17 de novembro, às 13h, o cantor, forrozeiro e compositor Dominguinhos visita o recém-reformado Museu do Vaqueiro (Lagoa do Bonfim) para prestar uma contribuição inédita ao espaço: vai doar uma sanfona, de seu acervo pessoal, que pertenceu ao mestre Luiz Gonzaga. O instrumento não ficará em exposição. Ele será para uso da escola de sanfoneiros, um dos braços do projeto do museu, localizado na Fazenda Bonfim, que pertence ao idealizador dos projetos, o agropecuarista e produtor cultural Marcos Lopes.

A programação não fecha por aqui. No dia 1º de dezembro, o Forró da Lua retomará suas atividades com um show especial de Elba Ramalho e Dominguinhos, dois legítimos representantes da música nordestina autêntica. Os ingressos para a festa já estão à venda no Pittsburg ou através do site www.showdebola.com.br ao preço de R$ 60,00. Também poderá ser adquirido nos pontos de venda tradicionais: Tenda do Neneu, Posto São Luiz II, Panificadora Boca de Forno, Posto Planalto, Restaurante Chinatown, Real Car Equipadora, Posto Federal BR 101 e Pousada e Restaurante do Macedo. Na página virtual www.forrodalua.com.br há os endereços de todos os pontos.

No dia 09 de dezembro, mais festa pras bandas da Lagoa do Bonfim. É que o Museu do Vaqueiro vai abrir suas portas oficialmente, após a construção da nova estrutura. O visitante poderá ver todo seu acervo sobre a cultura sertaneja em textos, fotos e peças originais, incluindo um espaço dedicado a Luiz Gonzaga, difusor maior dessa cultura em nível nacional.

O Museu do Vaqueiro começou a ser idealizado por Marcos Lopes há dez anos. A primeira parte do espaço foi bancado com recursos próprios, apesar do projeto ter sido aprovado pela Lei Câmara Cascudo à época. Este ano, o projeto ganhou patrocínio da Cosern/Neoenergia e foi possível a conclusão das obras. A nova estrutura reproduz um típico casarão sertanejo, com um primeiro andar em sótão. O museu tem consultoria da fotógrafa e jornalista Ângela Almeida, curadoria do escritor e produtor Dácio Galvão, ambientação das arquitetas Viviane Teles e Natália Nóbrega, e consultoria de museóloga. No local já funcionavam as oficinas de confecção de souvenirs e escola de sanfoneiros para a comunidade local.

No dia da inauguração haverá vaquejada feminina, pega de boi no mato e a tradicional missa do vaqueiro. Será apresentado o hino nacional na voz da cantora paraibana Sandra Belê. Além do nome maior de Luiz Gonzaga, o projeto também vai lembrar nomes regionais e locais que contribuíram para pesquisa e manutenção da cultura sertaneja, como o escritor, estudioso da temática sertaneja Oswaldo Lamartine, o poeta e rabequeiro Fabião das Queimadas, entre muitos outros.

Já passaram pelo Forró da Lua grande nomes da música nordestina e o evento foi notícia até no jornal New York Times-EUA.

CONFIRA AS DATAS

DIA 17 DE NOVEMBRO

Visita de Dominguinhos ao Museu do Vaqueiro e doação de uma sanfona que pertenceu a Luiz Gonzaga. 10h da manhã. Presença dos jovens aprendizes do museu e escola de sanfoneiros

DIA 1º DE NOVEMBRO

FORRÓ DA LUA ESPECIAL COM ELBA RAMALHO E DOMINGUINHOS

Sábado, a partir das 20h. Ingressos no Pittsburg ou no site www.showdebola.com.br

Ao preço de R$ 60,00 (pode ser parcelado no cartão)

Ou nos tradicionais pontos de venda: Tenda do Neneu, Posto São Luiz II, Panificadora Boca de Forno, Posto Planalto, Restaurante Chinatown, Real Car Equipadora, Posto Federal BR 101 e Pousada e Restaurante do Macedo

Outros detalhes no www.forrodalua.com.br

DIA 09 DE DEZEMBRO

INAUGURAÇÃO DO MUSEU DO VAQUEIRO

Vaquejada feminina, pega de boi no mato, missa do vaqueiro e cantoria. Execução do hino dos sanfoneiros por Sandra Belê. Aberto à visitação, com entrada franca

Ambientação: Vivane Teles e Natália Nobrega. Curadoria: Dácio Galvão . Consultoria: Ângela Almeida

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo