Dona Nazaré de Souza partiu

Recebi com tristeza a notícia sobre a morte de Dona Nazaré de Souza no sábado, aos 105 anos. Tive a experiência inesquecível de gravar uma conversa com essa cantora e dançarina de Pastoris, |Lapinhas e Capelinhas de Melão. Procurarei o texto da conversa (incluído em meu livro Câmara Cascudo, Dona Nazaré de Souza & Cia) para postar aqui.
Junto com a tristeza, existe também a paz de estar diante de uma vida tão bonita.
Um beijo, Dona Nazaré.

Nasci em Natal (1950). Vivo em São Paulo desde 1970. Estudei História e Artes Visuais. Escrevo sobre História (Imprensa, Artes Visuais, Cinema Literatura, Ensino). Traduzo poemas e letras de canções (do inglês e do francês). Publiquei lvros pelas editoras Brasiliense, Marco Zero, Papirus, Paz e Terra, Perspectiva, EDUFRN e EDUFRJ. Canto música popular. Nado e malho [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo