Dos agradecimentos de “Bigode de Arame”

por César Ferrário (no facebook)

Caros e caras, Durante esses dias acompanhamos a saga de “Amores Roubados”, e hoje chegamos ao fim. Nesse meio tempo recebi milhares de mensagem, comentários, curtidas, compartilhamentos… Na medida do possível respondi, comentei, curti de volta. Então, quero aproveitar esse espaço para agradecer a todos. Todos mesmo. Todos que assistira, que me passaram algum tipo de retorno… mas principalmente aqueles que estiveram junto comigo nesse desafio. Quero agradecer imensamente a José Luiz Villamarim, pela oportunidade, por acreditar desde o primeiro momento; agradecer a Walter Carvalho pelas palavras de incentivo; a Lamartine Ferreira e Mariana Betti (assistentes de direção) pelo pronto apoio em todos os momentos em que levantei o dedo e pedi ajuda; a George Moura, que conheci primeiro de alma, e só depois de corpo presente; a Francisco Accioly, que segurou na mão de “Bigode” para que esse desse seus primeiros passos; a Ciça Castello, pela escolha; a toda imensa equipe produtiva (são muitos novos amigos, não me atrevo a citar nomes, mas lembro de cada um), disposta e bem humorada; a todo elenco, sempre aberto a discussões e trocas de ideias, principalmente a Jesuita Barbosa, Claudio jaborandi, Germano Haiut, Murilo Benício, Cauã Reymond, Isis Valverde, Cassia Kiss, Patrícia Pilar, Thaysa Zooby, Osmar prado, Dira Paz, Enio Cavalcante, Thierry Tremouroux… que contracenei diretamente ou convivi; e por último um agradecimento mais que especial a Irandhir Santos, pessoa sem igual, dono do personagem que conectava “Bigode de Arame” a trama. Irandhir, apesar do seu gigantismo artístico, nunca hesitou em pacientemente parar, explicar, ajudar, comentar, colaborar, incentivar, dividir, esperar… Obrigado Irandhir, seu talento se justifica na sua humildade. A todos e a todas meu muito obrigado, foi incrível!!!

Acredito que música, literatura e esporte são ansiolíticos dos mais eficazes; que está na ralé, nos esquisitos e incompletos a faceta mais interessante da humanidade. [ Ver todos os artigos ]

Comments

There is 1 comment for this article
  1. Fábio DeSilva 18 de Janeiro de 2014 0:25

    Quem é grande, sabe ser grande…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP